“Homem que é homem não chora”

Sentei-me na calçada com a cabeça a latejar de dor.
O sangue escorria pela minha cara perfeitamente maquilhada 4 horas antes.

As pessoas passam por mim mas nenhuma pára para me socorrer.
Olham-me com olhares de desaprovação, algumas com olhar de nojo. Não consigo compreender.
Era para ser um Sábado normal e a festa deveria de ter durado até de manhã, não aconteceu.

Não me lembro da última vez que ganhei coragem para sair e me divertir, “o medo tem tomado conta das ruas” ouve-se pela comunidade e só agora percebo  porquê.
O ódio tomou conta das pessoas, tomou tanto conta das pessoas que estão a matar-nos por amor, por quem amamos.
Li em qualquer lado que Brasil é o país que mais procura por nós no RedTube – e o que mais comete crimes contra nós nas ruas, achei exagero, agora, não acho mais
Preciso de me levantar, preciso chegar a casa, mas estou com medo, muito medo.

Tento equilibrar-me nos saltos agulha que calcei, mas tenho a visão turva, o sangue ainda não cessou.
Foi tudo muito rápido, foi tudo tão rápido.
Primeiro os insultos que chegaram do nada “vê se viras homem”, “sua bicha”, “se alguma vez o meu filho virar algo assim nem sei o que faço”, “ se tivesses apanhado quando eras pequeno tinhas virado homem de verdade e não um rabeta”. Juro que tentei ignorar, juro que não respondi, juro que não me defendi.

Abandonei a pista principal da discoteca e fui para a segundaria. Senti que alguém me puxou e num segundo já os vidros estavam espalhados pelo chão, a minha cabeça latejava com dor e o sangue manchava as cores arco-íris que trazia no meu vestido.
Dei por mim, sentada na calçada. Sozinha, a sangrar, por dentro e por fora.
De saltos altos na mão, caminho agora para casa acompanhada apenas pelo medo.
Na cabeça só consigo perguntar: Que Mundo é este em que vivemos onde precisamos de permissão para amar?  

Nota: No Mundo, ainda, 69 países criminalizam o sexo entre pessoas do mesmo género.
Em pleno ano 2019 o número deveria de ser bem menor.
Está na hora de aprender que amor é amor. 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s